quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Pode invadir ou chegar com delicadeza



Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. (Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.

Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ... Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se calhar ... Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora. Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas. Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções. Me rapte! Se nada disso funcionar ... experimente me amar!

Martha Medeiros

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

O medo do Amor

 
O medo do Amor


Medo de amar? Parece absurdo, com tantos outros medos que temos que enfrentar: medo da violência, medo da inadimplência, e a não menos temida solidão, que é o que nos faz buscar relacionamentos. Mas absurdo ou não, o medo de amar se instala entre as nossas vértebras e a gente sabe por quê.


O amor, tão nobre, tão denso, tão intenso, acaba. Rasga a gente por dentro, faz um corte profundo que vai do peito até a virilha, o amor se encerra bruscamente porque de repente uma terceira pessoa surgiu ou simplesmente porque não há mais interesse ou atração, sei lá, vá saber o que interrompe um sentimento, é mistério indecifrável. Mas o amor termina, mal-agradecido, termina, e termina só de um lado, nunca se encerra em dois corações ao mesmo tempo, desacelera um antes do outro, e vai um pouco de dor pra cada canto. Dói em quem tomou a iniciativa de romper, porque romper não é fácil, quebrar rotinas é sempre traumático. Além do amor existe a amizade que permanece e a presença com que se acostuma, romper um amor não é bobagem, é fato de grande responsabilidade, é uma ferida que se abre no corpo do outro, no afeto do outro, e em si próprio, ainda que com menos gravidade.


E ter o amor rejeitado, nem se fala, é fratura exposta, definhamos em público, encolhemos a alma, quase desejamos uma violência qualquer vinda da rua para esquecermos dessa violência vinda do tempo gasto e vivido, esse assalto em que nos roubaram tudo, o amor e o que vem com ele, confiança e estabilidade. Sem o amor, nada resta, a crença se desfaz, o romantismo perde o sentido, músicas idiotas nos fazem chorar dentro do carro.


Passa a dor do amor, vem a trégua, o coração limpo de novo, os olhos novamente secos, a boca vazia. Nada de bom está acontecendo, mas também nada de ruim. Um novo amor? Nem pensar. Medo, respondemos.


Que corajosos somos nós, que apesar de um medo tão justificado, amamos outra vez e todas as vezes que o amor nos chama, fingindo um pouco de resistência mas sabendo que para sempre é impossível recusá-lo.

Martha Medeiros


terça-feira, 23 de novembro de 2010

Teu labirinto



"Do teu dia, quase não sei, mas sei do teu labirinto em ti, como sei do labirinto dele em mim, do meu labirinto em ti. E também não entendo."

Caio Fernando Abreu


domingo, 21 de novembro de 2010

sábado, 20 de novembro de 2010

Trágico dilema

O Trágico Dilema


Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro.

Mário Quintana

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Harry Potter e as Reliquias da Morte- Parte 01

video

(...) o verão solitário


(...) Posso te garantir que o verão solitário me deixou mais mulher, mais leve e mais bronzeada e que, depois de sofrer muito querendo uma pessoa perfeita e uma vida de cinema, eu só quero ser feliz de um jeito simples. Hoje o céu ficou bem nublado, mas depois abriu o maior sol."
                   
Tati Bernardi

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Tomara...


Tomara... Que a tristeza te convença 
Que a saudade não compensa 
E que a ausência não dá paz 
E o verdadeiro amor de quem se ama 
Tece a mesma antiga trama 
Que não se desfaz 
E a coisa mais divina 
Que há no mundo 
É viver cada segundo 
Como nunca mais... 

Vinícius de Moraes

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Super-homem???


"Ele é um super-homem quando a gente precisa e uma criancinha fofa quando a gente também precisa. Meu Deus, agora faço o maior dos esforços do ano: por que cacete deixei de gostar desse cara? Chocolatinhos, vinho, som ambiente, escurinhos. Ele pára o mundo todo, se ajoelha no sofá deixando as mãos no meu colo: “Você não sabe a saudade que eu senti todo esse tempo.” Seus olhos se enchem de lágrima, a música se torna instrumental matando qualquer outra palavra, a cidade não respira, o tempo não existe, a solidão é coisa de gente que mora muito longe dali, minha mente aquieta todos os monstros, as mulheres lindas nas capas das revistas são empilhadas descartavelmente e viram nada, a poluição vira oxigênio puro e cor-de-rosa, o outro homem que é dono sem merecer do meu corpo magoado explode no ar deixando apenas estrelas para iluminar meu recomeço, as dúvidas todas do que fazer pelos próximos mil anos se simplificam porque eu só desejo viver aquele momento, sim, sim, sim, eu quero zerar tudo de antes e de depois e amar esse homem agora, como antes, como nunca. Por que não? "
 
Tati Bernardi

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Selinho Harry Potter!!!

Selinho Harry Potter do blog da Josyone http://razoemocoesentimentos.blogspot.com
\O/\O/\O/



Regras do selo:
Somente postar em seu blog se vc for fã de carteirinha!!!!!

sábado, 13 de novembro de 2010

Meu amor virtual


Você entrou em mim devagar, a murmurar palavras que entraram em minha alma, me deixou apaixonada, morrendo de saudades.
Há como queria arrancar você do meu peito, pra não sentir esse desejo que me consome todos os dias...


Meu amor virtual.
Será que deixei um pouquinho de saudades?

Meu querido como te desejo, queria colar no seu peito, beijar sua boca, e murmurar no seu ouvido como o desejo!

Mais apenas sonhos e ilusão, mesmo assim não quero te esquecer...
 
Dedicado a meu amor virtual =)

O lado mais excitante da vida é o…


O lado mais excitante da vida é o ar de mistério
q sempre temos em relação ao dia,
a hora, ou msm ao minuto seguinte.
Nunca sabemos com absoluta certeza
o q vai nos acontecer e,
embora às vezes pareça estranho,
é nisso q reside o verdadeiro encanto da vida.
Ela sempre nos oferece novas surpresas
com as quais podemos crescer
e aprender a sermos mais felizes.

… mas o seu retrato na parede…


… e ainda que pudesse, seria tudo cinza,
mas o seu retrato na parede
me faz lembrar que isto não é tão ruim
não é tão ruim…



trecho da música: Thank You- Dido

Do you like me?

Uma palavra ou um gesto...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Se você não vem


"... Porque se você não vem é como se o tempo fosse passado em branco, como se as coisas não chegassem a se cumprir porque você não soube delas."

Caio Fernando Abreu

Eba ganhei outro selinho ^~

Ganhei esse selinho da Ci_zinha http://sentimentosembolados.blogspot.com
Obrigada Ci


Ofereço a todos amigos de blog ^^

Hj vou montar minha Árvore de Natal

 

Eeee Natal ta chegando =) 


Feliz Natal 

 Feliz Navidad

Merry Christmas


É o q deseja Sanpoeta a todos ^~

Ser autêntico é...


"Ser autêntico, é não ter que provar nada pra ninguém."
 
Fernanda Young

Selinho: Seu blog é um doce

Selinho "Seu blog é um doce" q ganhei da Lis http://petalasdelis.blogspot.com
Linda obrigada


Repasso a todos os seguidores, pq tdos vcs (sem excessão) são uns doces =)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Talvez meu amor...



"... Ainda é cedo e eu preciso de amor. Só um pouquinho de amor... Quero que ele veja o quanto mudei por causa dele, na esperança de que seu riso congelado saia do automático e eu ganhe um único sorriso verdadeiro... Talvez meu amor tenha aprendido a ser menos amor só para nunca deixar de ser amor..."

Tati Bernardi

Selinhos

Selinhos das  amigas de blog

 
 





quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Novela pelo menos avisa ...


"Vou ver novela. Tá decidido. Uma preguiça em arrumar homem. Novela pelo menos avisa “é a última semana!”. Homem some no auge da primeira."

Tati Bernardi

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Sabemos...

"O que sabemos, saber que o sabemos. Aquilo que não sabemos, saber que não o sabemos: eis o verdadeiro saber."

Confúcio

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Mike: Meu blog vai ser preto...

 
"Meu blog vai ser preto, com caveira, coisa malvada! Pq eu sou mau! Mau até os ossos!"

"Mike...
Cadê o xuxu da mamãe???"

Brinquedo Torto- Pitty



Esqueci as regras do jogo
E não posso mais jogar
Veio escrito na embalagem
Use e saia pra agitar
Vou com os outros pro abate
O meu dono vai lucrar
Seja cedo ou seja tarde
Quando isso vai mudar?
Não me diga: “eu te disse”
Isso não vai resolver
Se eu explodo o meu violão
O que mais posso fazer?
Isso é tão desconfortável
Me ensinaram a fingir
E se eu for derrotado
Nem sei como me render
E eu me vendo como um brinquedo torto
E eu me vendo como uma estátua(x2)
Esqueci as regras do jogo
E não posso mais jogar
Veio escrito na embalagem
“Use e saia pra agitar”
Vou com os outros pro abate
O meu dono vai lucrar
Seja cedo ou seja tarde
Quando isso vai mudar?
E eu me vendo como um brinquedo torto
E eu me vendo como uma estátua

Brinquedo Torto- Pitty

domingo, 7 de novembro de 2010

... o melhor eh colocar um fim.



"Chega de reticências. Ficar esperando... Sofrendo... Contando saudades... Se o amor ñ é posível, o melhor eh colocar um fim."

Selo =)


 Selinho lindo q ganhei da Karina: http://karinasba.blogspot.com 

Michelle: http://descalcapoesias.blogspot.com
Andréia: http://andreiaspengler.blogspot.com 
nem precisa falar q amei ne?! ^^


 Eis aqui algumas regras para que o SELO Blog Digno de Ser lido seja passado a outros blogs:

♥ Exibir a imagem do Selo no Blog


♥ Exibir o link do blog que você recebeu a indicação


♥ Escolher 05 blogs para dar a indicação e avisá-los.


Indico:




sábado, 6 de novembro de 2010

Se tds concordarem comigo…

Se todos concordarem comigo, todos estarão certos.

(Lucy van Pelt)

Mas que puxa!


Mas que puxa!

Antes das seis… quem inventou o amor?…

Antes Das Seis-Legião Urbana



Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Vem e me diz o que aconteceu
Faz de conta que passou
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Daqui vejo seu descanso
Perto do seu travesseiro
Depois quero ver se acerto
Dos dois quem acorda primeiro
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Quem inventou o amor?
Me explica por favor
Enquanto a vida vai e vem
Você procura achar alguém
Que um dia possa lhe dizer
-Quero ficar só com você
Quem inventou o amor?

Qualquer pessoa pode ser boa no campo.

Qualquer pessoa pode ser boa no campo. Ali não há tentações. Eis por que as populações rurais são tão pouco civilizadas. Civilizar-se não é fácil. só se consegue por dois meios: cultivando-se, ou pervertendo-se.



PS: amei essa imagem ;D

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Querido namorado...

Se tu vens as 4....

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieto e agitado: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração... "

A Raposa e o Príncipe


A RAPOSA E O PRÍNCIPE


E foi então que apareceu a raposa:
-Bom dia, disse a raposa.
-Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.
Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira…
-Quem és tu? Perguntou o principezinho. Tu és bem bonita…
-Sou uma raposa, disse a raposa.
-Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste…
-Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.
-Ah!Desculpa, disse o principezinho. Após uma reflexão,acrescentou:
-Que quer dizer “cativar”?
-Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?
-Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer “cativar”?
-Os homens, disse a raposa, têm fuzis e caçam. É bemincômodo!Criam galinhas também.
É a única coisa interessante que eles fazem. Tu procuras galinhas?
-Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos.Que quer dizer “cativar”?
-É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa “criar laços…”.
-Criar laços?
-Exatamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim.  Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…
-Começo a compreender, disse o principezinho… Existe uma flor… eu creio que ela me cativou…
-É possível, disse a raposa. Vê-se tanta coisa na Terra…
-Oh! Não foi na Terra, disse o principezinho.
A raposa pareceu intrigada:
-Num outro planeta?
-Sim.
-Há caçadores nesse planeta?
-Não.
-Que bom. E galinhas?
-Também não.
-Nada é perfeito, suspirou a raposa.
Mas a raposa voltou à sua idéia:
-Minha vida é monótona. Eu caço galinhas e os homens me caçam.Todas as galinhas se parecem e todos os homens se parecem também. E por isso me aborreço um pouco.Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros.
Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música.
E depois, olha! Vês lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil.Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso
Quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado,fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo…
A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:
-Por favor… cativa-me! Disse ela.
-Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.
-A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo,cativa-me!
-Que é preciso fazer? Perguntou o principezinho.
-É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva.Eu te olharei para o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas,cada dia, te sentarás mais perto…
No dia seguinte o principezinho voltou.
-Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde,desde às três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz.Às quatro horas então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade!



PS: As imagens do Pequeno Principe vc encontra em: http://rvbar.wordpress.com/category/illustration-concepts/

Os olhos são…

Os olhos são cegos. É preciso ver com o coração…



Antoine de Saint-Exupèry

 

Há vitórias q exaltam…


Há vitórias que exaltam, outras que corrompem; derrotas que matam, outras que despertam .

Antoine de Saint-Exupéry



Imagem tirada do site: http://rvbar.wordpress.com 

Queria tnto...

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Only When I Sleep


 

o.Ô   o.Ô

 

… When I wake up from slumber
Your shadows disappear
Your breath is just a sea mist
Surrounding my body

 

… E quando eu acordo do sono
Sua sombra desaparece
Sua respiração é só a névoa do mar
Cercando meu corpo



Trecho da música: Only When I Sleep- The Corrs

Amor não é se envolver com a pessoa perfeita…


Amor não é se envolver com a pessoa perfeita, aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.


desconhecido

Selinho

***************************************************************

Oba ganhei um selinho XD obrigada Gigi http://gigicandy.blogspot.com

Eis as regras inclusas no selo:

- Exibir a imagem do Selo no Blog

- Exibir o link do blog que você recebeu a indicação

- Escolher 05, 10, 15 ou 30 blogs para dar a indicação e avisá-los.

Dedico a todos q me seguem XD pois, ta dificil indicar um blog, passeando por alguns e vi q eles ja ganharam ^^

***************************************************************

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Definições


DEFINIÇÕES

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta
um capítulo.

Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.


Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.


Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.


Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.


Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.


Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.


Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.


Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja.


Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.


Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.


Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.


Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.


Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.


Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.


Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente, não podia.


Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.


Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.


Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.


Paixão é quando apesar da palavra ¨perigo¨ o desejo chega e entra.


Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.
Não... Amor é um exagero... também não. Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação,

Esse negócio de amor, não sei explicar.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Saber quando uma etapa chega ao final


Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..
E lembra-te:
Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão.


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

… Ninguém quer descobrir o que há por trás da mulher diferente…


Ei, não tenta entender as voltas que eu dou sozinha. Deixa só um mistério estranho de filme trash. Ninguém quer descobrir o que há por trás da mulher diferente, mas ela ainda é a mulher diferente que deve ser descoberta.
Passo horas falando pra ficar muda de repente, passo toda a segurança do mundo pra me derrubar em medos bobos. É que tudo fica mais legal em constante mudança. E eu nem sei mais ser a mesma sempre.

 

Magoa…


Se a magoa fosse um animal, seria um cachorro. Acompanha as pessoas. Com objetivos diferentes.

Antonio Gomes Lacerda

Talvez um dia você vai se perguntar…


Talvez um dia você vai se perguntar…
Onde esta aquela garota que gostava de chorar?
Talvez ela não gostasse de chorar, mas gostasse de você.
Talvez quando ela deita em sua cama, um rio de lágrimas escorra sobre seu travesseiro.
Talvez nunca tenha te esquecido, apenas tentou viver sem você.
Talvez um dia sozinho se lembre que alguém chorou por você…
Alguém que queria te ver sorrir.
Mas neste dia a tarde vai embora logo, e a noite fria vai chegar.
E você vai perceber que o frio e as lágrimas não combinam.
Vazio por dentro sentirá o peso dos falsos sentimentos!
E perceberá o quanto é duro não ter ninguém pra te abraçar quando sentir frio;
Pra te beijar quando se sentir só;
Pra sussurrar baixinho em seu ouvido dizendo que te ama.
E você não vai ouvir musicas nos dias tristes, porque elas te trazem lembranças ruins (coisas que você queria apagar da sua memória pra sempre!).
E para aquela garota chorona vão restar apenas mágoas.
Porque ela vai pra sempre se perguntar se o “PRA SEMPRE EXISTE”, pois ela só queria um dia poder ter certeza sobre o AMOR.
s/2
 
P.S.: Dedico a uma pessoa que me disse que sempre estariamos juntos… Um dia vai se perguntar se realmente valeu a pena ter me feito chorar pois ela também sentirá a dor de falsos sentimentos, assim como eu.